sexta-feira, 11 de março de 2011

' a Chuva



Fecho os olhos.
Me transporto para outro lugar,
um lugar onde posso ser eu mesma.
Eu grito.
Minha voz ecoa o enorme espaço.
Não tenho mais que me esconder de ninguém.
Ainda de olhos fechados.
Um sorriso brota em meu rosto.
Uma alegria imensa me toma e não consigo mais controlar meu corpo.
Estou correndo.
Sem rumo algum,
apenas correndo.
Corro,
sem parar nenhum segundo.
Uma brisa forte toca meu rosto e faz meus cabelos dançarem no vento junto com minhas vestes.
Eu paro.
Abro os braços.
Como se o vento pudesse me levar.
Sinto estar flutuando.
É tão bom estar aqui...
As nuvens se unem e o céu no mesmo instante escuressesse.
Levanto meus olhos.
Uma pequena gota de chuva cai sobre meus lábios.
A primeira gota.
A chuva cai.
Cai sobre mim como se me lavasse.
Ela me lava dos meus erros.
Lava todo o meu passado.
Lava minhas dores.
Lava-me do meu medo.
Medo que sinto acabar de perder.
Me sinto mais do que exposta neste lugar.
Esse lugar vazio,
mas tão cheio de mim.
Minha alma despida,
mas não mais amedrontada.
Me sinto mais segura.
Estou pronta para enfrentar qualquer obstáculo.
Estou aliviada.
Elevo mias uma vez meus olhos à chuva que ainda está caindo,
e com um simples olhar,
agradeço.

3 comentários:

  1. Escrita complexa, mas mto sensível.
    Parabéns Srta. Writer

    ResponderExcluir
  2. Uau, melhor post até agora maninha. Estava muito inspirada! Parabéns ^^

    DLuppus

    ResponderExcluir
  3. Obrigada Luccas *-*


    Vleo Maninho...^^

    ResponderExcluir